DestaquesÉ FalsoSem categoria

É FALSO que Bolsonaro tenha censurado filmes com temática LGBT

Em manchetes publicadas pelo Jornal O Globo e pelo Esquerda Diário, a palavra utilizada é Censura, incitando os leitores a acreditar que Bolsonaro haveria proibido a exibição dos filmes, quando na verdade apenas o patrocínio foi vetado.

Por isso, a notícia É FALSA!

Nesse caso a matéria do jornal O Globo trata da “revolta dos produtores” que tiveram o patrocínio estatal via ANCINE de suas produções vetado, enquanto a matéria do Esquerda Diário não passa de um monte de blablablá ideológico, o qual já era esperado, por se tratar de um site voltado a um único lado do espectro político, por se tratar de dois artigos de opinião, vamos nos ater apenas às manchetes e não ao corpo da notícia.

Segundo o dicionário, A palavra censura tem o seguinte significado:

substantivo feminino

  1. 1.ação ou efeito de censurar.
  2. 2.análise, feita por censor, de trabalhos artísticos, informativos etc., ger. com base em critérios morais ou políticos, para julgar a conveniência de sua liberação à exibição pública, publicação ou divulgação.

A definição é semelhante em todos os dicionários que tivemos acesso, de forma que, se recusar a patrocinar um projeto, não se enquadra como censura.

Segundo o presidente, os produtores estão livres para produzir e exibir suas obras, “desde que o façam com recursos próprios ou com patrocínio da iniciativa privada, mas não com dinheiro público” disse o presidente.

Como sempre, fomos verificar e não houve a assinatura de nenhum decreto presidencial proibindo a exibição de filmes com temática LGBT, como também o planalto não propôs nenhum projeto de lei com o tema.

A lista de todos os projetos de lei em tramitação na Câmara dos Deputados pode ser acessada clicando AQUI.

Já a lista de Todos os Decretos Presidenciais pode ser acessada clicando AQUI.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo