DestaquesEditorialNão é Bem AssimSem categoria

Carnaval – Como descobrir se sua namorada nasceu Mulher

Imagem meramente ilustrativa – Adobe Stock

É carnaval, a maioria enchendo a cara e caindo na gandaia, muitos namoros acabando e muitos outros começando, além dos amores de carnaval, que duram apenas os 4 dias, porém, nesse meio tempo, com os ânimos regados a àlcool, muita coisa pode acontecer e escolhas erradas podem ser feitas.

A tecnologia evoluiu, e antes os transexuais que possuíam a sombra da barba e tinham muito de seu corpo masculino, hoje são difíceis de diferenciar de uma mulher nascida mulher para olhos não treinados, não estou dizendo aqui que isso seja ruim, pois todo avanço científico é um avanço por assim dizer, e nesse mundo toda panela tem sua tampa.

Porém, podem acontecer mal entendidos no meio do caminho, apesar de existirem muitos transexuais que falam logo de cara que são trans, e assim só se relacionam com eles quem realmente gosta e se sente seguro desta forma, muitos outros, seja por timidez, medo da rejeição, ou em alguns casos por canalhice mesmo acabam por não contar ao parceiro que nasceu homem, e quando o parceiro descobre, a reação pode ser diversa, muitas vezes acabando em violência, e é para evitar esse tipo de transtorno para os dois lados que escrevo esta matéria, que pode auxiliar aos homens héteros como diferenciar uma mulher nascida mulher, de alguém que nasceu menino:

01 – Sombra da barba:
A menos que sua namorada possua um sério problema genético, mulher não tem barba, recomendo olhar uma foto da mãe dela antes de embarcar nessa aventura.

02 – Ossos grandes e pontudos:
O esqueleto feminino é mais delicado que o masculino, se sua namorada é desengonçada igual uma adolescente, desconfie imediatamente.

03 – Gogó:
O pomo de Adão é uma protuberância existente na garganta masculina e que só aparecerá em uma mulher se ela tiver algum problema na Tireoide, existe uma cirurgia de raspagem da cartilagem que pode diminuir ou fazer o pomo de Adão desaparecer, mas é uma cirurgia cara e que o SUS não cobre, então um transexual de baixa renda provavelmente ainda o terá.

04 – Roupas recatadas demais:
A verdade é dura mas tem que ser dita, por mais que isso soe machista, mas se ela realmente fosse recatada não estaria no Carnaval, e muito menos teria te dado mole!
Normalmente transexuais no início da transformação costumam usar roupas excessivamente recatadas para esconder um corpo masculino por baixo, o Gui Santana (Pânico na TV) que o diga, que na final do reality Beija Saco, escolheu a mais recatada e acabou alguém com uma “tromba” do tamanho da dele!

05 – Voz grossa:
Ou usa anabolizantes, ou é transexual, ou pior, é um transexual que finge ser uma mulher que toma anabolizantes (Acredite, um desses últimos tentou me engabelar na semana passada, por sorte tenho olho treinado e não caí na cilada, eu apenas disse educadamente que não, e que sou comprometido), então tome cuidado!

06 – Trejeitos:
Mulher não tem trejeitos, se você está com alguém que tem trejeitos, caia fora enquanto é tempo!

07 – Vocabulário LGBT:
Se sua paquera usa palavras do vocabulário LGBT, ou é transexual ou é uma mulher bí-sexual, de qualquer forma só prossiga se você for mente aberta o suficiente para enfrentar as surpresas que podem vir a seguir.

08 – Altura:
Encontrar mulheres altas no Brasil é raridade, encontrar uma mulher mais alta que você que te dê mole é mais raro ainda, prossiga com extrema cautela e tente descobrir o máximo de coisas sobre ela.

09 – Marcas de uma cesariana:
Transexuais não possuem útero, relaxa que é mulher,

10 – Ta menstruada?
Pelo mesmo motivo da questão anterior, relaxa que é mulher,

11 – Tem fotos grávida?
Só vale se a barriga estiver aparecendo e se tiver fotos dela de pouco tempo depois sem a barriga e com uma criança, ai pode relaxar que é mulher, do contrário pode ser um engodo!

12 – Silicone:
Próteses de silicone são algo opcional para mulheres que querem dar uma turbinada em algumas partes do corpo, porém, são algo indispensável para transexuais, pois devido a demora no crescimento dos seios e mudança das formas corporais com tratamentos hormonais, normalmente eles recorrem a opções cirúrgicas como forma de acelerar a transformação, não é algo decisivo, mas deve ser observado, e em caso positivo, outros sinais devem ser checados antes de prosseguir.

13 – Tem pinto?
Eu preciso mesmo responder essa?

14 – Sem seios:
Aqui chegamos a um ponto controverso, pois o tamanho dos seios depende muito da carga hormonal da mulher, mulheres sem seios normalmente são baixinhas e magrinhas, algumas são mais altas mas também são bem magras, porém não possuem nenhum outro sinal de masculinização, na presença de qualquer outro sinal pule fora imediatamente!
Vale lembrar que muitas vezes a falta de seios não é culpa da mulher, eu mesmo já namorei uma moça que foi obrigada a retirar os seios cirurgicamente por questões de saúde, passei bons 4 anos com ela até que ela mesma resolveu terminar o namoro, e ela era mulher, por isso é sempre bom observar outros sinais.

Caso você já passou dos limites e só agora bateu a dúvida:

Bom, creio que você já passou a mão lá e não encontrou um pirulito, mas ainda assim está em dúvida, nesse caso você vai ter que descer lá e da uma boa observada em algumas características da genitália dela:

15 – Uma genitália feita cirurgicamente nunca terá o mesmo formato de uma natural, por melhor que seja o cirurgião, a genitália sempre será um pouco grosseira, o clitoris será a mostra (na mulher ele é coberto por uma fina membrana, e o canal vaginal será feito com a pele do pênis virada do avesso, enquanto um canal vaginal genuíno é feito com uma mucosa igual a da parte interna da boca, de fato, a consistência da mucosa da parede interna da vagina de uma mulher deve ter a exata textura da parte interna da bochecha dela (ou da parte interna dos lábios), qualquer diferença de textura significa que a vagina foi fabricada cirurgicamente.

Vale lembrar que não estou aqui tentando segregar ninguém, apenas preservando o direito de escolha de quem não curte certas coisas, aos que curtem, vá em frente e sejam felizes, apenas respeitem o direito de quem não gosta, a final de contas, não existe nenhuma dignidade em enganar alguém para obter sexo.

Um ótimo carnaval a todos!

O Art 215 do código penal define como Violação Sexual Mediante Fraude qualquer engodo, ardil ou artifício que venha a ser usado pelo agressor para nublar o julgamento e driblar o livre direito de escolha da vítima, e com ela obter sexo ou qualquer ato libidinoso, ou seja: Fingir que é rico, que é alguém famoso, fingir que é mulher nascida mulher, ou oferecer um dinheiro que não tem e na hora não pagar, são atos que podem ocasionar em prisão de 2 a 6 anos, isso sem falar nos problemas que terá com os outros presos durante esse período, então é melhor não cometer esse crime!

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo